Barganhas

Ás vezes me pergunto por que tu estais comigo.
Por conveniência?
Por falta de opção?
Por meros caprichos?
Ou apenas por satisfação?
Tu demonstras tudo isso. Mas não mostra o que eu quero ver.
Só não esquece que eu estou contigo por apego e não por barganhas.
Não quero ser um rato frente ao teu mundo de bebidas, amigos e distração.
Faz da tua vida o quiseres.
Só não me troque por um garoto de bar de uma esquina qualquer.
Meu destino te pertence.

20 comentários:

  nalinethamara

14 de fevereiro de 2010 23:54

"Faz da tua vida o quiseres.
Só não me troque por um garoto de bar de uma esquina qualquer.
Meu destino te pertence."

BRAVO ! bjs ná

http://naachng.wordpress.com/

  Anônimo

15 de fevereiro de 2010 00:24

como sempre...profundo...
vc é definitivamente a minha versão masculina.
Não que eu seja prepotente a ponto de achar que escrevo bem, mas pq vc entende minha alma como só eu entenderia.

  Mariana Frazão

15 de fevereiro de 2010 00:29

Nossa que lindo *--*
amei o blog :*

  Eder Galdino

15 de fevereiro de 2010 22:15

Obrigado pelo comentário!
Já eu, me perco com as tintas kkk
Grande abraço, sucesso na vida e na arte!

  Yuri [VerbALL]

15 de fevereiro de 2010 22:34

Eu juro que me lembrou alguém que eu conheço falando haha.
No mais, legal.

http://verball.com.br

  Duck Filmes

15 de fevereiro de 2010 22:34

muito bom o conteudo do blog

  Viviane Freitas

16 de fevereiro de 2010 10:58

Para os que amam ter a pessoa mesmo que pela metade já vale mais que ficar sozinho apenas idealizando esse amor. Não estou dizendo que é o correto ou o melhor, mas é o que acontece. Por isso que muitos casais ficam juntos muito tempor conveniência, nesses casos geralmente um sempre ama pelos dois.

Se quiser, visite:
http://www.umpontoforadacurva.blogspot.com/

Beijos

  /+/ Rafael /+/

16 de fevereiro de 2010 22:33

Texto foda, como sempre.

  Web Ar Condicionado

17 de fevereiro de 2010 16:26

Existem muitos questionamentos durante uma vida. A confiança move muitas respostas.

  Stivie Sena

18 de fevereiro de 2010 22:07

fazia umas semanas que não passava aqui.
sempre bom ler teus textos
são otimos
mudou layout e tal
sucesso ai.
------------
da uma visitada no meu ;D
http://blogdostivie.blogspot.com/

  Cristiano Contreiras

19 de fevereiro de 2010 19:09

Carissimo,

parabéns pelo talento e espaço singelo

daqui compartilho contigo seus caminhos literários, te sigo!

  Vinicius Oliveira

19 de fevereiro de 2010 21:50

muito maneiro, esse eu entendi, as pessoas alem do mais tem de dar valor ne? como se fosse isso comigo ahahahaha

http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/ comenta la ?

  Cristiano Contreiras

20 de fevereiro de 2010 09:11

Obrigado pelo retorno, volte sempre, se quiser seja seguidor por lá, abs

  Claudeno.j

20 de fevereiro de 2010 23:28

Salve brother..

belo post!!

ja que vc gosta de literatura cultura e outros, visita o site do projeto espremedor a rapaziada do sarau na brasa.

www.projetoespremedor.com.br
lá tem os links que levão para os blogs dos parceiros.

abraçoo

  Yuri [VerbALL]

21 de fevereiro de 2010 14:56

Bom texto, meu parabéns. Mudaria algumas coisas, dê uma revisada :D

Verball

  Yuri [VerbALL]

21 de fevereiro de 2010 15:06

Eu respondi via Orkut, mas tá caindo na caixa de spam. Então vai aqui mesmo.

O texto ficou muito bom mesmo. Mas tem um excesso de adjetivações onde não são tão necessárias. A descrição está muito boa, mas está parecendo que você forçou um pouco a usar palavras "cultas" e algumas pessoas podem considerar o texto um pouco prepotente. Mas ele está MUITO bom mesmo, para quem tem a capacidade de ler ;D

Gratz.

  Stivie Sena

23 de fevereiro de 2010 03:05

só poso te dizer isso
O BLOG TA CADA VEZ MELHOR.

  Hanna Oliveira

23 de março de 2010 15:49

Adorei, simplesmente divino! Parabéns por esse versos tão lindos.

  Anônimo

23 de março de 2010 16:18

Só eu tive vontade de colar isso e sair mandando pra uma pá de gente? :T

http://antonietaconturbada.blogspot.com/

  LuisaG.Couto

12 de abril de 2010 18:03

magnífico !