Parcialmente te tenho

O teu calor me protege das noites de tormenta.
Aprisiono o teu corpo que me satisfaz.
Arranho a tua cintura que roça nos meus pêlos.
Mordisco a tua boca que me lambuza.
Agarro os teus braços.
Firmo tuas mãos nas minhas.
Sinto teu suor.
Forço as tuas costas.
Já te tenho como não quero.
Quando poderei ter os teus olhos?
Quando poderei apoderar-me de tua alma?

23 comentários:

  Anônimo

7 de abril de 2010 15:42

adorei o texto, voce escreve muito bem!
bom blog, sucesso!

  Luanne de Cássia

7 de abril de 2010 22:01

lindo! Ter o corpo não é o mesmo ter a alma.

  Betty Gaeta

8 de abril de 2010 16:37

Este comentário foi removido pelo autor.
  ♰'Verônica Barboza

8 de abril de 2010 16:40

Poema Maravilhoso! *-*

  Limao =]

8 de abril de 2010 16:50

ui profundo ele mesmo eu naum sendo a pessoa mais apropriada para analizar um poema+ pelo pouco que eu entendo eu gostei e igual como a Betty disse ali ein cima eh sensual sem ser grosseiro

  Betty Gaeta

8 de abril de 2010 17:02

Eu adorei o poema, achei maravilhoso. É sensual sem ser grosseiro.

  Thamyzinha Iwasaki

8 de abril de 2010 17:10

belissimo, pequeno mais muito gostoso de se ler^_^

se puder da uma passada no meu blog, adoraria ver um comentario seu arrespeito de minhas composições

http://thamyzinhaeminhascomposicoes.blogspot.com/

xau

  Cristiano Contreiras

8 de abril de 2010 17:28

...deliciosamente intenso e sensual sua escrita!

parabéns!

  Cristiano Contreiras

8 de abril de 2010 17:29

um recado pra você:

- poderia ser seguidor do meu blog?

- tens msn? abraço

*'ceu dividido' já foi comentado la no meu blog!

  Chiva

9 de abril de 2010 11:16

Nem todas as palavras faladas são tão faceis como escritas, tudo muda o contexto emocional para e nos faz ver quão grande é o espirito do escritos que busca tocar sempre no coração do leitor buscando a interação do mesmo dentro do seu eu e do seu texto.
Parabéns nobre escritos, espero logo encontrar um livro seu publicado nas livrarias desse imenso Brasil.
Ticiano Linard.

  Anônimo

9 de abril de 2010 16:54

perfeito, simplesmente perfeito.

Luisa.

  aam-00

13 de abril de 2010 14:18

belo poema,
a imaginação vai longe #sexfeeling.
tá apaixonado ein rapaz?
parabéns.
http://www.sintoonize.com/
http://www.arthurmelo92.blogspot.com/

  ♰'Verônica Barboza

13 de abril de 2010 14:28

Simplesmente, Lindo!

Abraços.

  Lucas

13 de abril de 2010 14:28

Sem palavras para descrever a qualidade do poema!
parabéns!!!


www.aliradeorfeu.blogspot.com

  Bárbara

13 de abril de 2010 14:43

muito profundo isso. Parabens!

  Fael...¬¬

30 de abril de 2010 02:14

oi tudo bom? então tem um selo pra vc no meu blog! espero que curta, abraço!!!

  Francorebel

5 de maio de 2010 14:49

Sensual... gostei desse, bem vibrante... valeu!

  Brunão

5 de maio de 2010 15:04

Muito bom mesmo, gostei da contextualização em si

  Francorebel

7 de maio de 2010 14:54

Frequentemente tenho a impressão de que possuímos praticamente tudo de modo parcial, já que tantas coisas fogem ao nosso desejo ou controle. Abraço! Grande Blog!

  NeToO

7 de maio de 2010 15:13

que safadeza é essa rapá. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

coloca um [+18] kkkkkkkk

http://humordonetoo.blospot.com/

@netoo_pe

  Karla Hack

7 de maio de 2010 15:57

Sensual e Instigante...
Além do corpo há que se desejar a alma!
Belo texto!

  Kaike S .

7 de maio de 2010 16:13

gostei muito do texto cara , to seguindo :)

  Paulo Alexandre

10 de maio de 2010 17:09

De todos meus amores e paixões, aqueles que tocaram meu corpo não tocaram minha alma, e os que tocaram minha alma jamais tocaram meu corpo.Não se pode possuir os dois por completo, um estará como parcial e não irá satisfazer!!! :D