Sem imaginação, apenas desilusão.

Depois de percorrer desertos, escalar montanhas, voar pelos ventos alísios, dependurar-me em penhascos e aventurar-me por corações obscuros, meus pés descalços só queriam repousar na tua bacia de água quente.
Só encontrei uma ilusão, uma miragem, uma farsa.
Se não me farás bem, então não me faças mal.

Estais perdoada.

Depois de tudo isso, meu único desejo é possuir teu coração na mais pura forma, sem mentiras.
É demais para você?

5 comentários:

  Karla Hack

26 de maio de 2010 14:57

Talvez por medo seja demais pedir tal entrega...
Mas não consigo presenciar algo mais bonito que a chance de haver esta ligação
Sem mentiras,
Sem falsos gestos,
Na mais pura forma!

  Soluções Blogs

26 de maio de 2010 15:16

belo texto , gostei.

  Roni

26 de maio de 2010 15:20

Sei-la, as vezes acho q meio bucólico essa coias...eu prefiro gritar...mais alto possivel, aceitar q isso é vida e q estamos ai pra jogar, pois então não chore...a mentira parece necessária...é a meia metade da verdade.

  Medeiros Alencar

26 de maio de 2010 15:24

Roni, acho q o termo q vc quis usar não foi "bucólico" e sim "utópico". Estou errado?
Mas, vamos ao q interessa... Realmente meu caro, o que eu escrevo é um sonho da minha vida real.
O que eu escrevo é reflexo do que eu vivencio.
Logicamente, de forma utópica, sonhadora, escapista, entende-me?
Volte sempre aqui.

  Roni

26 de maio de 2010 15:50

Então, eu quis dizer bucólico mesmo, utópico sou eu, vc viu meu blog...rsrsrsrs
O q eu fiz não foi uma critica negativa, nem conselho moral...nada disso.É q aceitar o q deve ser nosso, o dor e a alegria me parece algo sublime, nossa cultura nos ensina q só pode ser cultuado as coisas boas, e se elas não existem, elas devem fazer parte de um paraiso perdido....eu não consigo ter isso comigo, ou pelo menos tento não ter.
abraços cara.