Re(re)(re)(re)definição

O amor não é fogo, nem ferida, não é contentamento, muito menos dor ou humor.
É apenas um copo de uísque compartilhado entre as marcas de batom num cigarro.
É o erotismo exacerbado das palavras que se perdem entre os corpos na madrugada.

0 comentários: