?

Leia ao som de "Brilha onde estiver", O Teatro Mágico.

Eu estou morto para ti.
Tu dizes que somos amigos, mas o que é um amigo quando há um homem que dorme em tua cama?

Eu estava errado.
Eu sempre estive errado.

Tudo está perto do fim.
Manter-me-ei longe de você.

12 comentários:

  Nic

25 de março de 2011 23:01

Humm... desilusão amorosa, né? Rs... sem o amor pra prover a dor, não existiria poesia. Continue escrevendo, está no caminho.
Parabéns!
Segue:
http://critico-estado.blogspot.com

  euprecisodevocê

25 de março de 2011 23:09

"Eu estava errado.
Eu sempre estive errado."

na maioria das vezes sempre nos achamos certos, mas por fim estamos errados, e estaremos sempre errados procurando a certeza.

  Rubi

25 de março de 2011 23:16

Adoro TM. E essa música que você sugeriu é uma das mais bonitas ;)

  bia santos

26 de março de 2011 13:25

Eu deveria tentar me manter longe de um certo alguém, mas todos os meus pensamentos são para ele...

Ainda tenho que ouvir Teatro Mágico, todas as pessoas que já ouviram falam tão bem...

  Pobre esponja

26 de março de 2011 22:29

Teatro Mágico é muito bom.
Parabéns pela poesia.

sucesso
Pobre Esponja

  Pobre esponja

26 de março de 2011 22:29

Teatro Mágico é muito bom.
Parabéns pela poesia.

sucesso
Pobre Esponja

  Marcelle (Celle)

26 de março de 2011 22:47

Teatro Mágico é indispensável nos momentos de reflexão...ouço sempre.

  Anônimo

26 de março de 2011 23:13

O texto eh lindo. como sempre tu teiins o dom de encaixar as palavras de uma forma que soh você sabe. sóó que esse textoo me lembra do medeiros de um tempo aii atras! Maiis mesmo assim, gostei ! Beijo, meu doce poeta !!

Marley !!

  Flávio Furtado de Farias

31 de março de 2011 00:47

Dê uma olhada em

http://todapalavracoisa.blogspot.com/

  MikaelMoraes

12 de abril de 2011 15:35

Muito legal o blog
interessante o post
vc está de parabéns
vlw
<>
visite-nos e comente tmbm
gostando siga e avise que retribuiremos
se seguir deixe o aviso no comentário
deixando o seu link para retribuirmos
<>
grato
<>
http://mikaelmoraes.blogspot.com

  dinho-music

14 de abril de 2011 23:11

Lindo Textoooo. adorei amigo

  Anônimo

20 de setembro de 2011 18:49

Cara, teu nome é Anderson?
Um dia conversei com um cara na net e falamos muito de poesia, talvez a coisa que eu mais goste, ao lado da música.
Vc me passou uma série de poemas seus e eu me empolguei com a beleza dos textos.
Fiquei até de ver a possibilidade de edição de um livro.
Depois desaparecemos. A net tem dessas coisas.
Mas eu não quero nunca te perder. Um poeta bom como vc, não se de perde. Não se pode perder.
Te procurei no facebook, mas não sei quem é vc rsrs... digitei um poema seu no google e vim parar aqui.
É vc mesmo?
Lógico que é, pq boa parte dos poemas que vc me passou, estão aqui nesse blog.
Meu nome é Carlos Brandão e moro em Goiânia.
Por favor, não desapareça, poeta!
Por favor!
Repito: a gente pode perder amantes, namorados, etc. Mas bons poetas, nunca.
meu orkut: pesquise pelo email: ibelievecarlos@gmail.com
meu facebook: Carlos Brandão
tenho 2 perfis com a mesma foto.
grande abraço, poeta.
Carlos Brandão