Untitled V

Leia ao som de "Clandestino" por Adriana Calcanhoto

Nas carícias de tua mão
Encontro novos poemas
Deixo de lado a razão
E me prendo a todos os teus lábios.

7 comentários:

  dinho-music

15 de abril de 2011 21:53

Belo texto para refletir. ja ouvir clandestino é muito boa a música.

  Fábio Sanches

15 de abril de 2011 21:54

Um texto tão pequeno, mais que consegue demonstrar em tão pequeninas palavras, todo o sentimento e significado da vida, das coisas pequenas que se transformam em grandes no olhar da vida, muito show o seu blog, lhe desejo todo o sucesso do mundo e que você sempre continue postando esses textos que faz tirar um sorriso, um doce olhar da gente.

Abraço!

  Raquel

16 de abril de 2011 01:48

muito bacana seu blog! ^^
conheça http://geisting.blogspot.com/ um blog de contos

  Marcelle (Celle)

16 de abril de 2011 16:42

Adoro a sinestesia do blog...já comentei? Sempre que entro aqui, sou atingida por uma lufada de sensações, por enquanto, muito boas. rs

  Anjo Noturno

18 de abril de 2011 20:33

Intenso e significativo!
Bj passa lá tbm ;)

  Roberta Galdino

23 de abril de 2011 13:27

**.**
amei isso cara
ah,és de juazeiro??
morei ai ja
sou de mauriti
mas moro na bahia hj
te sigo
bj
http://rgqueen.blogspot.com/

  Lie

25 de abril de 2011 12:47

E é tão fácil continuar perdido nesses lábios...